Receba as notícias do montesclaros.com pelo WhatsApp
montesclaros.com - Ano 21 - domingo, 29 de novembro de 2020

Polícia Federal chega ao Palácio das Laranjeiras, no Rio, com ordem de afastar do cargo o governador Wilson Witzel; vice deve assumir em seu lugar . Pastor Everaldo, ex-candidato a presidente da República, é preso e partido que preside emite nota

Sexta 28/08/20 - 6h28

O Superior Tribunal de Justiça , segunda mais alta corte de justiça do Brasil, determinou o imediato afastamento do governador Wilson Witzel, do Rio.
VICE
Ex-juiz federal, o governador é acusado de irregularidades em contratos na saúde, e o vice governador, Cláudio Castro, deve assumir em seu lugar.
PLACEBO
O afastamento decorre das investigações disparadas pea Operação Placebo, em maio, e da delação premiada do ex-secretário de Saúde.
MANDADOS
O STJ expediu mandados de prisão contra o Pastor Everaldo, presidente do partido, e Lucas Tristão, ex-secretário de Desenvolvimento Econômico.
CHEGARAM
Eram 6h20 desta manhã quando carros da Polícia Federal chegaram ao Palácio Laranjeiras -- residência oficial do governador-- para cumprir os mandados.
CUMPREM
Os agentes federais cumprem mandados de busca e apreensão no Palácio das Laranjeiras, casa oficial do governador, também contra a primeira-dama, Helena Witzel.
PESSOAS
Contudo, não há cumprimento de mandado de prisão contra Witzel, mas de pessoas próximas.
PRESIDENTE
Há mandandos de busca e apreensão cumpridos na casa do presidente da Assembleia Legislativa.
NOTA
Em nota, o PSC disse que "o Pastor Everaldo sempre esteve à disposição de todas as autoridades e reitera sua confiança na Justiça."
180 DIAS
O governador foi afastado por 180 dias, a pedido da subprocuradora-geral da República.
PERGUNTOU
“Por que 180 dias? Por que em dezembro tenho que escolher um novo procurador-geral?”, defendeu-se o governador, nesta manhã, ao se declarar indignado.
SEXTO
O ex-juiz federal é o sexto governador do Rio em investigação nos últimos 4 anos.