Receba as notícias do montesclaros.com pelo WhatsApp
montesclaros.com - Ano 22 - segunda-feira, 8 de março de 2021

"... Minas apresenta hoje também o menor índice de mortes por 100 mil habitantes, (...) no valor de 63,1 (27º lugar), e o valor mais alto hoje foi do Rio, com 160,7 (1º lugar), vindo em 2º lugar o Amazonas, com ..."

Domingo 17/01/21 - 18h16




PANDEMIA NOS ESTADOS BRASILEIROS - Classificação dos números de mortes por 100 mil habitantes, em ordem decrescente, devidas ao novo coronavírus, referentes aos 26 Estados e Distrito Federal, do Brasil, extraídos da Wikipédia/Ministério da Saúde em 17/01/2021:

Classificação em 17/01/21/Estados/Mortes p 100mh

1º Rio de Janeiro 160,7
2º Amazonas 147,7
3º Distrito Federal 146,3
4º Espírito Santo 136,7
5º Mato Grosso 135,2
6º Roraima 133,9
7º Amapá 117,8
8º Sergipe 114,8
9º Rondônia 112,5
10º Ceará 111,9
11º São Paulo 108,6
12º Pernambuco 104,6
13º Goiás 100,8
14º Paraíba 96,6
15º Mato Grosso do Sul 95,7
16º Acre 94,7
17º Rio Grande do Norte 90,5
18º Piauí 90,0
19º Rio Grande do Sul 86,8
20º Pará 85,9
21º Tocantins 83,2
22º Santa Catarina 81,9
23º Paraná 79,3
24º Alagoas 78,2
25º Maranhão 65,0
26º Bahia 64,6
27º MINAS GERAIS 63,1

Como ocorreu em 5/8/20 (msg 84960), em 13/9/20 (msg 85073) e em 14/12/20 (msg 85360), Minas Gerais apresenta hoje também o menor índice de mortes por 100 mil habitantes, devidas ao novo coronavírus, do Brasil, no valor de 63,1 (27º lugar) e o valor mais alto hoje foi do Rio de Janeiro, com 160,7 (1º lugar), vindo em 2º lugar o Amazonas, com 147,7, onde o sistema de saúde entrou em crise profunda, infelizmente, devido à insuficiência de oxigênio hospitalar e à superlotação de pacientes da Covid-19, como amplamente divulgado pela mídia nacional e internacional.
Quanto a Minas Gerais, reafirmamos Minas são várias e os índices dos municípios mostram claramente esta realidade. As contribuições de 30 municípios de Minas, com maiores populações, por exemplo, podem ser avaliadas pela classificação semanal publicada neste Mural. A mais recente é a mensagem 85450, de 14/1/2021.
Sejam bem-vindas as vacinas, com a graça de Deus.

Eng. Afonso Cláudio de Souza Guimarães