Receba as notícias do montesclaros.com pelo WhatsApp
montesclaros.com - Ano 22 - terça-feira, 20 de abril de 2021

Levantamento de jornal paulista mostra, entre outras coisas, que 53 mil pessoas na faixa dos 60 a 64 anos já receberam a vacina, enquanto grupos de maior prioridade aguardam na fila. Quase 7 mil veterinários também foram vacinados, e 769 dos seus auxiliares

Domingo 28/02/21 - 11h11

Levantamento feito pelo Estadão, tradicional jornal de S. Paulo, deixou o País com mais motivos de preocupação no tocante as vacinas.

Entre outras muitas coisas, o jornal revela:

- O Brasil não conseguiu vacinar nem metade de quem tem acima de 90 anos, mas já tem registro de ao menos 142 mil pessoas de grupos menos prioritários imunizadas, como 119,6 mil pessoas com menos de 75 anos.

- Só 48,8% dos brasileiros com 90 anos ou mais conseguiram receber a imunização até agora. O grupo é o primeiro na lista de prioridades por faixa etária, mas só teve 436 6 mil vacinados entre os 893,8 mil previstos.

- O sistema registra a vacinação de 29,7 mil pessoas de 70 a 74 anos, 36,1 mil entre 65 a 69 anos e 53,7 mil na faixa dos 60 a 64 anos que, embora façam parte de grupos prioritários, ainda não poderiam estar contemplados.

- Há entre os já imunizados 11,9 mil doentes crônicos com menos de 60 anos, 3,9 mil agentes das forças de segurança, 1,9 mil trabalhadores da educação e 387 militares. Os quatro grupos deveriam estar em etapas futuras.

- Especialistas ressaltam que, diante dos números, é preciso investigar se há "fura-filas", mas apontam também outras razões que podem explicar o cenário, como a falta de padronização dos critérios de vacinação entre diferentes municípios, necessidade de utilizar doses de um frasco já aberto para não haver descarte e até erros de preenchimento no sistema.

- Destacam que o objetivo maior da vacinação nesta fase - evitar hospitalizações e mortes - pode ser prejudicado com a baixa cobertura entre os mais vulneráveis.

- Especialistas questionam a prioridade dada a algumas categorias e a falta de detalhamento do plano. Os dados mostram que já foram vacinados, por exemplo, 6.979 médicos veterinários e 769 auxiliares de veterinário. Embora eles não atendam pessoas potencialmente infectadas, as categorias foram incluídas no PNI.


Compartilhe
Siga-nos nas redes sociais